segunda-feira, 23 de maio de 2016

:: 3 é um número bestial. Sigamos! ::

O Em Transe - na Rádio Radar - fez uma curva em Abril passado. Éramos dois, os pilotos da máquina; fiquei só eu como responsável pela realização e apresentação. A premissa do programa permaneceu inabalável: submergir o ouvinte num universo onírico onde a música sem (!) palavra cantada é o veículo promotor. Nesta nova vida, as sessões passaram a contar com as imagens do Alípio (Alípio Padilha) e agora receberão igualmente os poemas da Ana (Ana Freitas Reis). Tal como com as fotografias, que são escolhidas (inéditas) e/ou disparadas inspiradas em cada emissão, também a Ana escreve tendo como mote ("motivador") o que ouve. A coisa virou tridimensional num enlace, sei-o, harmonioso. 

Sem comentários:

Enviar um comentário