sexta-feira, 1 de fevereiro de 2019

Em Transe de 27 de Janeiro



Stream 

Paulina Cassidy - Phantom Gardens - Roots of Reverie
Virginia Astley - From Gardens Where We Feel Secure - A Summer Long Since Past
D_rradio - Parts - The Immense Quiet Of The Dark Blue
Wim Mertens - Partes Extra Partes - Close Cover
Christina Vantzou - No. 3 - Moon Drone
Loscil - Fury and Hecla - Fury
Maps and Diagrams - The Voices of Time - Letraset Addiction
Christopher Willits & Ryuichi Sakamoto - Ancient Futures - I Don't Want to Understand
Antonymes - Like Rumours of Hushed Thunder - 301210
Field Rotation - Acoustic Tales - Acoustic Tale 2
Paulina Cassidy - Phantom Gardens - Phantom Gardens
Tim Hecker & Daniel Lopatin - Instrumental Tourist - Vaccination (For Thomas Mann)

"Guardar Link Como" - "Save Link As"
Right Mouse Button Click For Save 

(Last Show January 27th)

Há um matemático espanhol que diz que o poder atómico dos faróis está nos fios da loucura - círculos instalados à borda dos corpos que bem depois de um processo de síntese e de cura dá os objectos como incertos Acendem a luz da não vigília o sono cai em turbulência por sonhos rectos somados às contas cujos núcleos são insectos instintos quase vitais ao peito Ninguém sabe de que é feito o interior do gesto-eco há movimentos articulados como uma maré a arder um eclipse que se ergue diante do minúsculo e das esculturas ressoando os ínfimos coágulos fundidos nas lanternas É na proposta da plenitude das cisternas que construímos um desfiladeiro criminoso desses fios algébricos que pisamos devagar Continuamos pelo mar encaracolado como as letras de um alfabeto mastigado em bocas descalças por onde inventamos a poeira tossida sob as ondas Como se algum movimento fosse estático como se a passagem entre o espanto e a sorte representasse o encosto da pele aos ossos ou como se o destino e a morte fossem o tal objectivo A estrada marítima não tem degraus tem uma invenção dos nossos olhos paisagem justa que ousa irromper alarmes Chegamos ao fim de mãos ao peito perguntando ao farol para onde foram as confissões porque teimamos em secar peões junto ao leito de velhas águas

Poema | Poem by - Ana Freitas Reis
Fotografia | Photo by - Alípio Padilha

sexta-feira, 25 de janeiro de 2019

Em Transe de 20 de Janeiro


Stream 

Musette - Datum - 24 Marj
Kenta Kamiyama - Signs Of Rain - Paperplane
Nils Frahm - Felt - Less
Pariah - Here from Where We Are - Here from Where We Are
Dada Garbeck - The Ever Coming - A Confortable Nap in Chaos
Benjamin Finger - Into Light - Into Light
Félicia Atkinson & Jefre Cantu-Ledesma - Limpid As The Solitudes - And The Flower Have Time For Me
Dessin Bizarre - Open Your Eyes - Icicles
Leyland Kirby - Untitled - We Have At Last Come Home
Rafael Anton Irisarri - Sirimiri - Mountain Stream
Deaf Center - Low Distance - Movements / The Ascent

"Guardar Link Como" - "Save Link As"
Right Mouse Button Click For Save 

(Last Show January 20th)

Ainda no fim do entardecer a nossa tempestade a acordar aos sobressaltos ouvindo o desejo dos filhos órfãos cujas mãos limpam o pó e cujas línguas passam pelos fios do relâmpago. Num intervalo de mais ou menos 2km caímos nas chamas caminhamos lado a lado das estátuas esses altos pássaros dos quais as asas se guardam para o grande voo. É a viagem que eterniza cada amanhecer cada manhã de despedida é uma lâmina fina da alvorada que sobe descalça as escadas os pés frios o peso da carcaça dos bichos chegando aos jardins já desfeitos dos ventos da noite as folhas no chão em toques esfíngicos filhos dos beijos dos sonhos que pisamos lembrando a idade em que saltávamos juntos na areia molhada o mar não diz mais nada não avança mais na nossa direção e sobra-nos erguermos os braços depois da tempestade ao sol ao Sul na janela de ouro e gelo à espera da sombra do trovão que trazemos na cabeça até que muda de novo a estação e saímos da cidade.

Poema | Poem by - Ana Freitas Reis
Fotografia | Photo by - Alípio Padilha

sexta-feira, 18 de janeiro de 2019

Em Transe de 13 de Janeiro



Stream 

Ben Chatwin - Staccato Signals - Helix
Petre Inspirescu - Vîntul Prin Salcii - Miroslav 3
Nicholas Szczepanik - We Make Life Sad - Her Last Breath
Ryuichi Sakamoto - Async - Andata
Dictaphone - APR 70 - Stanko
Masayoshi Fujita - Book of Life - It's Magical
Sophie Hutchings - Drift - Tomorrow
Omrr - Devils For My Darling - Aquiver
Rudy Adrian - E-dition #7 - Midnight Fantasy Angel
Philipp Rumsch - Reflections - Prologue
Chihei Hatakeyama - Afterimage - That Мorning

"Guardar Link Como" - "Save Link As"
Right Mouse Button Click For Save 

(Last Show January 13th)

No meio do nevoeiro, encontrei um texto do ano passado. Novembro, o mês escuro que se deitou sobre os livros dispostos em monte à entrada de minha casa. Sempre os olhaste com ternura. Espantava-te o longo corredor que percorrias com a sensação de um túnel estreito feito de cabeça baixa. E o ritual repetia-se: entrávamos na sala, sem luzes, de veneno nas mãos e na boca. Tinhas horror ao apego e eu sentia-te como um Deus destronado a guardar rancor por qualquer espécie de reinado ou mito. Por isso fugias bem rápido, meio confiante, meio aflito até que deixámos de acender cigarros juntos. Deixámos as roupas, como os livros espalhados pela casa. Os abraços com os mesmos braços com que passeias o eterno retorno à tragédia. Indiferente à própria queda. Sabíamos que a minha casa era apenas uma esquina atravessada em flecha, cuja ponta dispara palavras sonâmbulas, com a força que atinge os corpos acabados na manhã. Conhecíamos os afectos tísicos que se incendeiam antes do regresso à rua. Íamos sós, com os ouvidos e a garganta apurados de uma morte súbita. O tempo todo oscilando outro tempo, como se a eternidade pudesse ficar fixa numa morada. Fica o teu peso contra o meu tamanho. Mantém-se a curva completa pelo calor. Fina folha de papel tímida sob a matéria bruta saída dos raios de um aquecedor. O chão ainda estala no vazio. A fome continua a vir do fogo e ainda vestes, na mesma exata proporção das manhãs, o fato de perdedor.

Poema | Poem by - Ana Freitas Reis
Fotografia | Photo by - Alípio Padilha

sexta-feira, 11 de janeiro de 2019

Em Transe de 6 de Janeiro



Stream 

Jóhann Jóhannsson - Mandy (Original Motion Picture Soundtrack) - Children of the New Dawn
Johnny Jewel - Digital Rain - What If
Johnny Jewel - Digital Rain - Digital Rain
Jon Hopkins - Singularity - C O S M
Nils Frahm - All Melody - Sunson
LTO - Déjà Rêvé - Ten Years
Pariah - Here from Where We Are - Linnaea
The Green Kingdom - Seen And Unseen - Sleeping Forest
Sarah Davachi - Let Night Come On Bells End The Day - Buhrstone
Rafael Anton Irisarri - Sirimiri - Mountain Stream

"Guardar Link Como" - "Save Link As"
Right Mouse Button Click For Save 

(Last Show January 6th)

A casa desabitada o suspiro das janelas abertas na garganta o frio observa o escaravelho junto à porta cuja espinha histérica evapora palavras como ovos de um fado velho que não escapa ao Inverno.

Poema | Poem by - Ana Freitas Reis
Fotografia | Photo by - Alípio Padilha

quinta-feira, 3 de janeiro de 2019

Em Transe de 16 de Dezembro



Stream 

Dictaphone - M.=addiction - La Piscine
Brian Eno - Small Craft on a Milk Sea - Invisible
Harold Budd & Brian Eno - The Pearl - Late October
A Lily - Ten Drones On Cassette - Didem
A Lily - Ten Drones On Cassette - Miles
EL Heath - Snailbeach Mines Trust - Upper Works Reservoir
Tim Hecker - Harmony in Ultraviolet - Chimeras
Antonymes - There Can Be No True Beauty Without Decay - Means Of Escape
Richard Skelton - Landings - Undertow
Marsen Jules - Les Fleurs - La Digitale Pourpre
Pascal Savy - Liminal - Lying Drifting
Library Tapes - Sun Peeking Through - Variation I
Hilary Hahn & Hauschka - Silfra - Krakow
Eluvium - Life Through Bombardment - I Am So Much More Me That You Are Perfectly You

"Guardar Link Como" - "Save Link As"
Right Mouse Button Click For Save 

(Last Show December 16th)

Estava a anoitecer e observavas minuciosamente, dentro de casa, como podia o meu corpo desaparecer voando pela janela. Lá fora passava um homem, passava uma folha que dançava com o Diabo, passava o tempo pelo fruto macerado na árvore. Um gesto incendiário a galope, em sublime comunhão com o cavalo, acto íntimo que nutre o solo.

Poema | Poem by - Ana Freitas Reis
Fotografia | Photo by - Alípio Padilha

sexta-feira, 14 de dezembro de 2018

Em Transe de 9 de Dezembro




Stream 

Nils Frahm - Victoria (OST) - The Shooting
Ben Lukas Boysen & Sebastian Plano - Everything - We're Here
36 - Hypersona - Inside
Logic Moon - Oblivion - Vertigo
Nicholas Szczepanik - We Make Life Sad - Her Last Breath
Ben Chatwin - Drone Signals - Bone
Julia Kent - Temporal - Imbalance
Jeroen van Veen - Minimal Piano Collection Vol. IV - In a Landscape
Kryshe - March of the Mysterious - Grey Wind 
Ian Hawgood & Aaron Martin - Wolven (A Modern Interpretation) - The New World
Bernardo Sassetti - Ascent - Da Noite - Ao Silêncio
Hidden Orchestra - Dawn Chorus - Stone

"Guardar Link Como" - "Save Link As"
Right Mouse Button Click For Save 

(Last Show December 9th)

Queria falar de veneração da palavra em branco o dente contra dente as costas de Deus e o gesto que levanta o mundo debaixo da cama a língua crespa da lua que sorve o sangue que derrama sob a ponta de uma cicatriz. Queria falar dos rastos que vivem entre o mar e o cosmos sob ordens quânticas que são senão esperanças penduradas à beira da água. Queria falar do teu cheiro quando volto a casa devolvida da cidade caída por entre a vala de uma chávena de chá e o corpo em cima do sofá. Queria falar de como te perco, sempre, igual àquela pedra flamejante que recebeu o sol e o devolveu. Até que exalto o tempo o das válvulas o absolutamente incompreensível dos universos e espaços fractais como minhocas frenéticas entre os dedos dos nossos pés. Há contração e equilíbrio há nebulosas subatómicas engolidas pelos olhos as mesmas que desenham a figura e o fundo. E respiro para poder dar-te essas, as galáxias, ínfimas todas, contínuas e convulsas. E essa pode ser a minha devoção.

Poema | Poem by - Ana Freitas Reis
Fotografia | Photo by - Alípio Padilha

sexta-feira, 7 de dezembro de 2018

Em Transe de 2 de Dezembro



Stream 

Endless Melancholy - Fragments of Scattered Whispers - In Transition from Anxiety to Acceptance
Frakkur - 2000 - 2004 - SFTLB1
Exit North - Book of Romance and Dust - North
Bohren & der Club of Gore - Piano Nights - Irrwege
Dictaphone - Nacht - Peaks
Dag Rosenqvist - Elephant - Come Silence
Angelo Badalamenti - Music From Twin Peaks - The Bookhouse Boys (Instrumental)
Mary Lattimore - Hundreds of Days - Never Saw Him Again
Resina - Traces - Procession 
Kj- Ex - Foxes (feat. Aaron Martin)
Chihei Hatakeyama - Afterimage - She Isn't Here


"Guardar Link Como" - "Save Link As"
Right Mouse Button Click For Save 

(Last Show December 2nd)

Eis que chega o momento em que a nuvem incha e não sabes como transformar a luz que sai por entre o vento vertiginoso na janela. Parece que se instala a neblina presa a uma lamela, pequena, uma raiz desmaiada no tempo. Vejo a mesma árvore enquanto carrego o peso dos ossos bordados ao corpo e respiro pela goela que já não me aborrece. Cuspo espinhos como a chuva e contemplo, dentro do quarto, que desta vez não adoece, a forma como calças, de novo, os patins para a pista. Vais pisar essa calçada, sabendo que subirás uma outra noite até à ínfima ponta da vontade que não verá mais nada senão uns olhos a arderem o prelúdio de um beijo. A culpa é das flores que pusemos nos cabelos.



Poema | Poem by - Ana Freitas Reis
Fotografia | Photo by - Alípio Padilha